Passeio de lancha revela uma outra São Paulo

passeio de lancha na Guarapiranga

Você atravessa o portão do Yacht Clube de Santo Amaro, no lago da Represa de Guarapiranga, zona sul de São Paulo, e tem a impressão que viajou para centenas de quilômetros de distância. A amplidão do lago, a vista das margens verdejantes e o som dos pássaros trazem a sensação de estar em uma cidade do interior. Diante do lago de Guarapiranga, o burburinho e o caos desaparecem, você olha em volta e custa a acreditar que ainda está na maior cidade do país. Mas pouca gente sabe disso. Com exceção dos moradores da região e dos sócios de clubes privados como o Indiano, o Castelo e o próprio Yacht Club de Santo Amaro, quase ninguém na capital paulista se dá conta que o Lago de Guarapiranga é a mais bela área de lazer de São Paulo.

A boa notícia é que você não precisa ser sócio de algum clube para poder curtir (em grande estilo) as paisagens e os esportes náuticos no Guarapiranga. A empresa VivantSP oferece passeios de lancha pelo lago. E o melhor: a um preço bastante acessível, a partir de R$ 200 a hora (para duas pessoas), o que é bastante razoável para um passeio diferente e superagradável para fazer em casal ou em família.

Em funcionamento há dois anos, a VivantSP dispõe de quatro embarcações de bom padrão. A maior delas acomoda até 16 pessoas e tem um curioso tobogã na popa. As lanchas saem da marina do Yacht Club de Santo Amaro sem horários fixos. Quem decide a hora e o tempo de navegação é o cliente.

Como é o passeio na lancha

Passear de barco pelo Lago de Guarapiranga é encontrar uma São paulo que você nem imaginava existir, onde ainda é possível ter contato com a natureza. Ao se aproximar da Ilha dos Macacos, por exemplo, que tem 340 mil metros quadrados de área, dá para ouvir uma grande algazarra de pássaros. A ilha é uma área de preservação ambiental e suas árvores são tomadas por ninhos de biguás e de outras 80 espécies de pássaros.

Mesmo em um passeio de uma hora é possível ir até o Solo Sagrado de Guarapiranga, um parque construído em 1995 pela Igreja Messiânica Mundial. Neste ponto é feito uma parada para um mergulho. A água do Guarapiranga é própria para banho. A CETESB (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) divulga um laudo semanal sobre a balneabilidade da represa através do site www.qualipraia.cetesb.sp.gov.br. A temperatura da água é de 24o.C no verão e 19o.C no inverno. Quem curte praticar esporte pode fazer stand up paddle, ou brincar de skimmer, uma divertida modalidade de esqui aquático em que a pessoa vai deitada sobre a prancha sendo rebocada pela lancha.

passeio de lancha na Guarapiranga

O Solo Sagrado do Guarapiranga, um templo construído em 1995 pela Igreja Messiânica Mundial

 

O Lago de Guarapiranga é a mais bela área de lazer de São Paulo, mas pouca gente sabe disso

 

A VivantSP oferece o serviço de bordo, com vinho espumante no gelo, cerveja, bebidas não-alcoólicas e tábua de frios. São cobrados à parte, mas os passageiros podem levar sua própria bebida caso queiram. Existe a opção de almoçar ou jantar a bordo também. E o cardápio tem cinco opções de pratos principais, entre eles: filé mignon ao molho de vinho tinto e bobó de camarão.

 

Adrian Meusburguer, sócio da VivantSP, sugere o passeio ao final da tarde, para ver o pôr do sol no meio do lago e seguido do jantar no barco. Adrian conta que a maioria dos clientes são casais, o que explica a decoração com flores nas embarcações.

Graças á parceria com o Yacht Club de Santo Amaro, clube de vela fundado em 1930 por imigrantes alemães, os passageiros da Vivant também pode usufruir do restaurante local, que funciona em um terraço ao ar livre de frente para o lago.

 

Serviço:

O passeio de lancha no Lago da Guarapiranga custa a partir de R$ 200 a hora para duas pessoas. Mais Informações: www.vivantsp.com.br

Por Tales Azzi, texto e fotos

error: Content is protected !!